Caros leitores,

Umas das coisas que mais me marcou nesta viagem foram os contactos humanos que se desenvolveram. É incrível como as pessoas estão predispostas ao diálogo, à comunicação e à partilha nestes ambientes. Num desses contactos travei conhecimento com uma bibliotecária dinamarquesa que me descreveu um dos projectos que desenvolve na sua biblioteca para jovens adolescentes entre os 10 e os 16 anos.
Dado o meu interesse pela promoção da leitura para este target, e acreditando que é necessário reforçar e estimular a leitura nos adolescentes, tomei notas sobre o projecto para que hoje vos possa relatar e disseminar uma prática que me parece extremamente pertinente.
Assim da bagagem retiro Cultural Holiday School Project.
O principal objectivo deste projecto é o de tornar os adolescentes culturalmente mais activos. Para isso, todos os Verões a biblioteca organiza estas férias onde os adolescentes podem passar uma semana das suas férias a desenvolver actividades culturais: da música à escrita; da dança à leitura, do teatro à pintura. Mas sobretudo a grande aposta das actividades são na leitura e nos workshops de escrita, onde os adolescentes têm a possibilidade de escrever estórias na companhia e com a colaboração de um autor.
Segundo a nossa colega dinamarquesa, este projecto tem tido uma excelente aceitação e tem–se revelado como um enorme estímulo para a promoção da leitura junto de um público tão difícil como os adolescentes.
Atendo ao contexto português, julgo que não é de todo descabido as nossas bibliotecas apostarem e desenvolverem projectos como este que aqui, sumariamente relatei. Acredito francamente que este tipo de actividades realizadas em contextos externos à escolarização e ambiente de férias possam de facto motivar os adolescentes para a leitura e despertar para outros interesses culturais.
A proposta está lançada. Adoraria ver esta experiência aplicada no contexto nacional e quem sabe contribuir para o intercâmbio do projecto com a Dinamarca.

Um abraço,

Teresa Silveira

Anúncios