Caros leitores,

Ainda na sequência dos contactos estabelecidos na Feira Internacional do Livro de Frankfurt, não posso de vos deixar de relatar mais um interessante projecto levado a cabo pela Biblioteca Vejle na DinamarcaCasablanca Chatroom

Atendendo ao interesse que os jovens têm pela Internet, com especial destaque pelo Chat, esta biblioteca decidiu aproveitar e potencializar estas salas de conversa de forma a promover a escrita recreativa e consequentemente aproximar mais os jovens à leitura. Assim, as crianças e os adolescentes com idades compreendidas entre os 10 aos 16 anos têm à sua disposição diferentes salas de conversa, cada uma com o seu cenário e personagens devidamente caracterizadas. Cabe aos participantes seleccionarem a sala, a personagem que vão incorporar e seguidamente interagir com as outras personagens que estejam naquele momento na sala, sendo que há um limite de personagens por cada estória. O objectivo máximo é a redacção colectiva de uma estória.

Acho este projecto absolutamente espantoso pela dinâmica e por aquilo que produz. Na verdade obriga os participantes a escrever com cuidado, combatendo assim a “distorção” do discurso escrito que actualmente é transversal em todos os países “tecnologicamente dependentes”.

Numa realidade onde parece ser cada vez mais difícil cativar os jovens para a leitura e para a escrita, parece-me que este pode ser um bom ponto de partida, já que se está a proporcionar uma actividade que se encaixa perfeitamente no ambiente e “vícios” diários dos nossos jovens. Por isso, e mais uma vez, lança-se o desafio: porque não fazer uma parceria com esta biblioteca no âmbito do desenvolvimento deste projecto num nível transfronteiriço? Porque não ir mais longe ultrapassando a competência escrita e trabalhar também a competência intercultural?

Um abraço,

Teresa Silveira