A chave é a acção ou seja todos devem esforçar-se por desenvolver um pensamento dinâmico que conduza obrigatoriamente à acção concreta e tangível. Esta é a condição sine qua non para o pleno potenciar do colaborador na organização.

É com esta postura que se devem encarar o domínio das diversas ferramentas potenciadas pelas tecnologias de informação e da comunicação… a tal ponto que tenho dado por mim a pensar no “ser humano é um animal social”…em rede.

Este axioma consubstancia-se pois em novos territórios: a rede social que facilita a aprendizagem e possibilita novas formas de aquisição de informação e processamento do conhecimento que se devem operacionalizar em competências concretas e tangíveis por parte do colaborador. Este deve permanentemente assumir o seu papel activo na organização. O posicionamento deve ser: “hoje/agora que mais-valia sou/estou/faço/dou?”

Um abraço aos profissionais da informação,

Jacinta Maciel | Presidente Conselho Directivo BAD Norte