Dia 30 marcou o encerramento do Bobcatsss. À semelhança dos outros dias, também este foi marcado pela qualidade e pertinência das intervenções que podem ser consultadas nos abastracts, aqui disponibilizados.

Poderia, à semelhança do que fiz nos outros posts, salientar uma sessão ou uma workshop, porém, prefiro reflectir, ainda que seja brevemente, sobre a sensação que trago deste encontro onde estiveram reunidos mais de 30 países.

Temos uma tendência, quiçá natural e tipicamente lusitana, de considerar que estamos atrasados relativamente a outros países Europeus, ou que somos um país onde nada funciona, sendo, talvez, o país que consegue agregar todos os problemas possíveis e imaginários…… Tendência que se reforça em tempos de crise!

Caros leitores, pois desenganem-se…… Nós e os outros todos enfrentamos os mesmos problemas: da necessidade de repensar a biblioteca e o serviço de referência; ao desinteresse pelo livro; à necessidade de dar respostas aos desafios que a tecnologia levanta; à discussão do papel do profissional da informação na sociedade; ao problema da iliteracia como sendo um dos maiores obstáculos ao acesso e utilização da informação; ao papel das tecnologias na educação; à necessidade de apostar mais e mais nos trabalhos colaborativos, são temas transversais a todos os países que se reuniram neste encontro.

Por isso o importante é não desanimar, é procurar rentabilizar, apreender, partilhar, colaborar, unir, e verdadeiramente acreditar que é possível melhorar.

Foi este o sentimento transmitido na cerimónia de encerramento, onde também se anunciou Parma como a cidade acolhedora do Bobcatsss 2010.

A todos votos de um excelente trabalho!

Teresa Silveira

Advertisements