O Pelouro do Conhecimento e Coesão Social, através do Departamento Municipal de Arquivos promove na próxima quinta-feira, dia 17 de Fevereiro, pelas 15:30h, mais uma sessão da iniciativa intitulada “O Documento do Mês”

Esta actividade, que acontece todas as terceiras quintas-feiras de cada mês, pretende aproximar a nossa história, os nossos costumes, enfim, o nosso passado. Assim, saem das estantes do Arquivo Histórico, os livros da nossa memória e do nosso passado cultural.
Jorge Rodrigues, apresentar – nos – à A Confraria das Almas do Corpo Santo de Massarelos.
Esta confraria, centenária foi constituída por mareantes, tendo sido o seu primeiro juiz honorário o Infante D. Henrique, figura ímpar na história dos Descobrimentos.
O documento base desta apresentação é uma imagem, em negativo em vidro, de S. Pedro Gonçalves Telmo “O Corpo Santo”, que se apresentava de hábito branco e manto negro próprio dos frades dominicanos.
Esta figura era o patrono preferido pelos navegantes portugueses, pois a ele socorriam aquando das aflições e a quem lhe atribuíam a realização de vários milagres.

 

 

 

 

Após a sessão do Documento do Mês, António Silva, fará a apresentação da Peça do mês.
Em destaque, irá estar a louça Malegueira, nomeadamente, um prato e uma malga aparecidos nas escavações arqueológicas da Casa do Infante.
São duas peças datadas do séc. XVI e que correspondem a um tipo de faiança que se vulgarizou nos começos da Época Moderna procedente de oficinas do Sul de Espanha, nomeadamente Sevilha.
Assista à apresentação da Peça do Mês de Fevereiro e saiba qual a importância desta louça do tempo das Descobertas.
A Peça do Mês pode ser visitada no átrio do Museu da Casa do Infante, até à 3ª semana de Março.

Para participar em ambas as iniciativas, apenas tem de fazer a sua inscrição através do e-mail casadoinfante@cm-porto.pt ou ainda através do telefone 222060423.