Casa de Camilo e “Memórias do Cárcere” na Capital Europeia da Cultura

Deixe um comentário

O projeto engloba duas vertentes assentes em obras camilianas: “Memórias do Cárcere” e “Amor de Perdição”. A primeira diz respeito à realização de uma oficina de leitura e escrita com os reclusos do Estabelecimento Prisional de Guimarães e compreende diferentes fases: a leitura de histórias com base nas “Memórias do Cárcere”; a formação dos reclusos em escrita criativa (com o mediador Miguel Horta) ; visitas de estudo à Casa de Camilo e à Cadeia da Relação do Porto e ainda a produçãoe edição de um livro reunindo os textos por eles redigidos.

A segunda vertente consiste na exibição, seguida de debate, de três versões cinematográficas da obra homónima de Camilo “Amor de Perdição”: a de Manoel de Oliveira (1979), a de António Lopes Ribeiro (1943) e a de Georges Pallu (1923). As adaptações fílmicas, em suporte de 35mm, serão projetadas no Cinema S. Mamede, nos meses de março e abril e no auditório da Casa de Camilo (em novembro). Paralelamente ao ciclo de cinema as três peliculas serão editadas em DVD.

Com a concretização destas iniciativas, o município de Famalicão associa a figura de Camilo Castelo Brancoe a sua herança literária à Capital Europeia da Cultura 2012, um evento de grande alcance e projeção internacional.

 Fonte: Famanet

Sala de Leitura Feminina na BPMP – Biblioteca Pública Municipal do Porto

Deixe um comentário

A iniciativa “Sala de Leitura Feminina na BPMP” acontece amanhã no dia Internacional da Mulher no Auditório da Biblioteca Pública Municipal do Porto às 18h00.
Em destaque: as mulheres, o espaço público e a leitura pública de 1945 a 1952, na cidade do Porto.

«Adozinda uma jovem aluna de Farmácia dirige-se à Biblioteca Pública do Porto para ler num espaço recém-criado: a Sala de Leitura Feminina, só para mulheres.

Com a história ficcionada desta jovem leitora – baseada contudo na História – se cruzam outras histórias de mulheres na criação dessa
Sala: a de Tília Dulce Machado Martins, que legou a maior parte das obras que integrarão a sua coleção; e a de Virgínia de Castro e Almeida, escritora e produtora de cinema, a quem a cidade homenageia ao dar-lhe o seu nome. A criação deste espaço segregado é analisada de par com o uso do espaço público por mulheres nessa época, com referências à sua condição de no que tocava a literacia, autoria de textos, trabalho fora de casa, ocupação do tempo, etc.

Falar-se-á sobre espaços segregados dentro de espaços públicos e semi-públicos e suas vantagens ou desvantagens, quando reinava o
adágio ‘a rua ao homem, a casa à mulher’. Assim como se falará das leituras que se podiam fazer aí e de que livros acompanhavam essa
coleção ‘feminina’, ou de quem frequentava esta sala.»

A marcar o dia Internacional da Mulher. Apresentação de resultados de investigação de Paula Sequeiros e Sónia Passos

Autores de Fafe na Biblioteca Municipal de Fafe

Deixe um comentário

Para celebrar o Dia dos Namorados, a Biblioteca Municipal de Fafe divulgou vários poemas de Amor, de conceituados autores locais. Os poemas selecionados foram colados em corações, feitos em cartolina, que depois de agarrados a balões de ar vermelhos e brancos foram espalhados pelos vários espaços da biblioteca, dando um novo colorido aos mesmos.
Com esta actividade a biblioteca pretendeu junto dos seus leitores, por um lado, incentivar o gosto pela poesia, mas também, chamar a atenção destes para a riqueza literária do seu Fundo Local e, obviamente, celebrar o Amor, já que é um dos temas mais recorrentes da nossa literatura.
Aceda à seleção de poemas que estiveram em destaque na atividade promovida pela BM Fafe, tal como:

BREVE POEMA DE AMOR

Com o aroma das rosas
te escrevo em trigo e sonho e beijo
Desenho-te em vogais
de pétalas interiores ao cristal ao linho
Adoro-te em sílabas de orvalho
como se cantam as madrugadas da paixão
nas asas quentes do vento
As curvas do teu sorriso
acordam as cotovias
quando a primavera regressa
carregada do vermelho ardente das papoilas
As horas passam as noites os olhos sem fim
E nada mais sobra para além do coração
ao encontro dos dias maduros das abelhas
onde o meu querer-te em harpas floresce
Artur F. Coimbra
[Fonte: BIBLIOfafe]

Prémio António Manuel Couto Viana – Biblioteca Municipal de Viana do Castelo

Deixe um comentário

Em homenagem à vida e à obra do escritor vianense António Manuel Couto Viana (escritor, autor de literatura infantil, poeta, ensaísta, tradutor e dramaturgo), a Câmara Municipal de Viana do Castelo criou o Prémio António Manuel Couto Viana com o objectivo de dar a conhecer a obra literária do autor e de premiar produções literárias e artísticas da população estudantil Infanto-Juvenil da comunidade escolar vianense, sob as modalidades de poesia, de conto, de ensaio e de ilustração. Desta forma, o Prémio pretende incentivar e promover novos talentos literários e artísticos, estimulando o gosto pela leitura, pela escrita e pela arte como formas de acesso à educação e à cultura.
A atribuição do Prémio António Manuel Couto Viana ocorre no âmbito da realização de um concurso, organizado pelo Município de Viana do Castelo, através da Biblioteca Municipal, em parceria com as Bibliotecas Escolares dos estabelecimentos de ensino público e privado do concelho. Os trabalhos devem ser entregues na Biblioteca Municipal até 30 de Abril de 2012. Consultar regulamento.

2012: Plano de Formação BAD

Deixe um comentário

Está disponível no sítio Web do Sector da Formação da BAD o plano de formação para o ano de 2012. Até ao final de Janeiro de 2012, prevê-se que o mesmo esteja completo. Consulte a oferta em: http://www.apbad.pt/Formacao/Continua/formacao_calend.htm

Esperamos que vá ao encontro das necessidades expressas pelos profissionais
da informação!

Hoje em dia, mais do que nunca e apesar dos tempos conturbados que estamos a viver, a formação profissional é determinante.

Convidamo-lo(a), assim, a conhecer as nossas recentes ofertas formativas e a
inscrever-se desde já!

Centro Digital de Informação Local na Trofa. Colabore!

Deixe um comentário

O Centro Digital de Informação Local (CDIL) é um projecto informativo e cultural que pretende promover e valorizar a recolha e difusão de informação dispersa ou em risco de destruição, sobre o território que hoje constitui o concelho da Trofa.

O CDIL pretende reunir um conjunto de documentos, que de alguma forma estejam associados ao Concelho da Trofa, como documentos administrativos, fotografias, recortes de imprensa e testemunhos orais. Prevendo ainda a reunião virtual de todo o material arqueológico originário do concelho e que se encontra disperso por vários museus do País.

Este projecto tem como finalidade disponibilizar a consulta da documentação reunida de forma gratuita e centralizada, no sentido de promover a realização de estudos científicos, históricos, antropológicos e económico-sociais sobre a região da Trofa.

Para colaborar neste projecto, pode contactar o Arquivo Municipal pelo n.º de telef: 252 400 090 ou e-mail arquivo@mun-trofa.pt

Vai acontecer, na Biblioteca Municipal de Penafiel…

Deixe um comentário

…o encontro com o escritor Carlos Magalhães Queirós, no próximo dia 27, às 21h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Penafiel.

Older Entries

%d bloggers like this: